quinta-feira, 31 de março de 2016

3ª ETAPA - COROA DE PRATA 2016

3ª ETAPA – LIGA METROPOLITANA / LIGA UNIÃO

Data : 09/04/2016 (Sábado)
Hora : 14h00
Local : Clube Verde – R. Cel. Dulcídio, 901, Ponta Grossa
            Liga União – A confirmar

Data de encerramento das inscrições : 07/04/2016  à meia-noite (Ambas as Ligas)

Responsável pelas inscrições : Representante do clube.

Contato para inscrições : fprfm.12toques@yahoo.com.br (LM) / ligauniaofutmesa@hotmail.com (LU)

Pode ser enviado também via Whatsapp no grupo dos representantes e diretoria.

Forma da disputa:

+ Série A com 10 participantes (os 10 primeiros colocados na Coroa de Prata).

+ Série B com os demais participantes, formato será de acordo com a quantidade de inscritos.

Pré-requisito para inscrição: Não ter nenhuma pendência com a FPRFM até o dia 07/04/2016. NÃO SERÁ ACEITO PAGAMENTO NO DIA DA COMPETIÇÃO !

Liga Metropolitana: As tabelas serão divulgadas no dia 08/04/2016 via blog da liga, o atleta que estiver inadimplente com a FPRFM após 07/04/2016 não estará na tabela.


                                                                                 

COROA DE PRATA LM 2016
Temos um líder!!!




Chegamos à 3ª Etapa da Coroa de Prata 2016, Rogério (SB) já vai abrindo vantagem na liderança, após ter vencido as duas primeiras etapas. No elevador entre as séries, Clube Verde e Sexta Bola, mais uma vez, trocaram de posição na etapa, 3 caíram do time dos Campos Gerais e 3 subiram dos Monocromáticos de Curitiba. Nessa etapa o Sexta Bola contará com 5 representantes na Série A (Rogério, Dênis, André Leal, Chico e Rosar), Clube Curitibano com 3 (Fabio Maia, Robertinho e Barbosa) e Clube Verde com 2 (Ricardinho e Elds).



Mais uma vez deu Rogério, dessa vez invicto, 10º título de uma etapa da LM! Isso não quer dizer que tenha sido fácil, pelo contrário. Na 2ª etapa o atleta do Sexta Bola teve mais trabalho para levar o 1º lugar, venceu 6 e empatou 3 jogos, teve o 3º melhor ataque da etapa (54 gols / 6,00 de média), tendo feito 2 gols a menos que na 1ª etapa, quando teve o melhor ataque. Seu ponto forte nessa etapa foi a defesa, sendo a melhor da etapa com 37 gols sofridos, média de 4,11 , 5 gols sofridos a menos que na 1ª etapa e mesmo número de gols que sofreu Dênis, dono da melhor defesa na 1ª etapa. Gonzo, Robertinho e Ricardinho (no jogo decisivo), foram os responsáveis por tirar pontos do líder. É a primeira vez, na história da CPLM, que Rogério conquista 2 etapas consecutivas. Se conquistar a 3ª Etapa, irá se igualar a Robertinho que conquistou 3 etapas consecutivas em 2011 e 4 consecutivas entre 2012 e 2013. Detalhe, Rogério nunca venceu mais do que 2 etapas em um ano, mais um desafio para manter a ponta.


Como previsto aqui no blog, Ricardinho seria um sério candidato ao título da 2ª etapa, e foi quem fez frente à Rogério até o final, inclusive empatando em 5x5 na última rodada o jogo que poderia lhe dar o título. A diferença foi de apenas 1 ponto. O atleta do Clube Verde, mais uma vez, teve o melhor ataque da etapa (considerando todas as séries), marcando 60 gols (média 6,67) e sofrendo 44 (média 4,89). A única derrota foi sofrida para o companheiro de equipe, Elds, na 1ª rodada (2x4), se tivesse empatado esse jogo, Ricardinho seria o campeão da etapa pelo saldo de gols. Ricardinho também deu um salto no Ranking da CPLM, passando para o 4º lugar no geral e tenta agora, em casa, conquistar o título inédito de uma etapa na LM.


Mais uma vez no pódio, assim foi o desempenho de Dênis, que repetiu a 3ª colocação conquistada na 1ª etapa. A diferença é que agora foram exatos 9 gols marcados a mais, porém outros 9 sofridos, o que acrescentou um gol a mais na média, tanto de gols marcados, quanto sofridos, em comparação com a 1ª etapa (57 gm / 6,33 - 46 gs / 5,11). Se a colocação foi a mesma, pelo menos agora foram 2 pontos a mais, com 6 vitórias e 3 derrotas, nenhum empate. Curiosidade é que as derrotas são quase repetidas, na 1ª etapa foram para Rogério, Robertinho e André e na 2ª etapa para Rogério, Robertinho e Ricardinho. Com o resultado na etapa, Dênis assumiu a 2ª colocação no Ranking da CPLM, seguindo no encalço de Rogério.


Ele veio como a incógnita da etapa, mas com credencial de um passado vitorioso. Fabio Maia não decepcionou em sua estreia na Série A, venceu Faro logo na 1ª rodada, já para estrear com o pé direito (um suado 3x2), aliás, mais da metade dos jogos de Fabio foram decididos por apenas um gol de diferença (3 vitórias e 2 derrotas), mostrando que a estreia na elite não foi nada fácil. O atleta do Curitibano precisou de 2 resultados positivos nas últimas rodadas para se garantir na elite. No último jogo bastava um empate contra Gonzo, mas foi aí que Fabio conquistou sua vitória mais tranquila (7x4). Se o ataque não foi dos melhores (41 gols / 4,56 média), a defesa foi a 2ª melhor da etapa (40 gols sofridos / 4,44 média). Sem dúvida, com treinamento e mantendo o ritmo, Fábio, em breve, será sério candidato a título.


Se Rogério ficou em 1º lugar e Dênis em 3º, nas duas primeiras etapas, outro que repetiu a colocação foi Robertinho. E com campanhas quase idênticas, 4 vitórias, 2 empates e 3 derrotas (14 pontos), na 1ª etapa foram 49 gm / 49 gc e na 2ª etapa 50 gm / 51 gc, foi o 4º melhor ataque, porém a 2ª pior defesa (5,67 de média). A diferença é que essa foi uma etapa bem mais tranquila para o botonista do Curitibano, enquanto na 1ª etapa ele chegou até a 6ª rodada com apenas 7 pontos conquistados, na ZR, nessa 2ª etapa ele estava em 3º lugar ao final da 6ª rodada com 13 pontos, decaindo nas últimas 3 rodadas com 1 empate (7x7 com Rogério) e 2 derrotas (Fabio Maia e Gabriel). A campanha ainda não é a esperada, mas o 6º lugar no Ranking da CPLM ainda o credenciam a manter-se na disputa pelo título de 2016.


Dos 10 botonistas que iniciaram 2016 na elite da Liga Metropolitana, 4 chegam à 3ª etapa se mantendo na Série A. Um deles é Elds, o atual campeão da CPLM. Porém a vida não está fácil, 4º lugar na 1ª etapa e 6º lugar na 2ª, o atleta do Clube Verde suou para se manter vivo. Elds foi mais um que fez uma campanha bem parecida comparando a 1ª com a 2ª etapa, foram 15 pontos, contra 13 na 2ª, 49 gols marcados (1et) contra 48 (2et) e 40 gols sofridos (1et) contra 42 (2et). Novamente 3 derrotas consecutivas, no meio da competição, complicaram a vida de Elds e o fizeram ter que buscar pontos para se recuperar. Dessa vez a tabela lhe colocou Robertinho, Rogério e Dênis, na sequência entre a 5ª e 7ª rodadas, mas graças à vitória sobre Gabriel (11x4 - maior goleada da etapa) na rodada seguinte, Elds precisou ir atrás de apenas um empate na última rodada para ficar na elite. Agora é ver como será o desempenho em casa, apesar de ainda não ter vencido uma etapa em Ponta Grossa, a pior colocação nas etapas lá disputadas, até hoje, foi um 4º lugar.


Inaugurando o iô-iô da temporada 2016, André Leal é o primeiro nesse ano a cair e já subir na etapa seguinte, algo que tradicionalmente ocorre durante o ano. A campanha na Série B não foi brilhante, vitórias apertadas, com direito a algumas viradas e uma única derrota (Alisson) conduziram o botonista do Sexta Bola ao título da série, disputando ponto a ponto com Chico (também do Sexta Bola) primeiro a fase de classificação e depois o título no hexagonal final. A vantagem foi que André venceu os 2 confrontos caseiros contra seu adversário, mas ainda precisou vencer Barbosa (CC) na última rodada do hexagonal para confirmar o título. Na 1ª etapa André foi rebaixado faltando-lhe apenas um empate, para a 3ª etapa a expectativa é conseguir os pontos necessários para se manter na elite e melhorar seu posicionamento no ranking.


Sem sofrer derrota na 1ª etapa, Chico ficou fora da elite após uma excelente campanha na 1ª fase e um empate contra Ricardinho nas quartas-de-final. Dessa vez o botonista do Sexta Bola não deu chance para o azar, classificou-se novamente com folga na 1ª fase e fez a lição de casa no hexagonal final, tendo o melhor ataque das finais, muito graças à goleada conquistada sobre Alisson, na última rodada do hexagonal, por 10x1. Chico chega com a credencial de ser um atleta muito difícil de ser batido na Série A, pois até agora o rebaixamento para a Série B, na mesa, só ocorreu uma vez nas aparições anteriores.


Jogando de forma regular entre 2007 e 2009, Rosar esteve presente na elite da LM por 6 vezes nesse período. Retornou às mesas em 2015, participando de algumas etapas (no formato aberto) e agora, depois de quase 7 anos, Rosar volta ao convívio entre os grandes da LM. A classificação na 1ª fase foi apertada (2v 2e 1d), mas no hexagonal final foram 3 importantes vitórias que lhe deram o acesso à Série A. Contra si, historicamente existe o fato de que das 6 etapas já disputadas na elite, apenas em uma o atleta do Sexta Bola não foi rebaixado. Aguardemos o próximo sábado.


Sua presença na Série A já era aguardada para a 2ª etapa, mas um empate contra Gonzo nas quartas-de-final da Série B (1ª etapa) o tiraram das 4 primeiras colocações. Dessa vez Barbosa, o presidente da LM, fez a melhor campanha da 1ª fase da Série B, 100% de aproveitamento, 32 gols marcados, isso com um WO na chave (média de 6,4 com o WO e 7,25 sem o WO). Com a melhor campanha de todos no hexagonal, Barbosa tinha vantagem de empatar em pontos contra qualquer adversário e já era nome certo para o acesso. Mas vida fácil é o que o atleta do Curitibano menos teve nas finais, até começou vencendo (7x4 contra M.Antonio), mas vieram 2 empates (Chico e Alisson) e 2 derrotas (Rosar e André) que por muito pouco não lhe tiraram a classificação. No fim, com 5 pontos no hexagonal, comemorou a classificação mais pela combinação de resultados do que por seus méritos. Mas agora ele chegou, o último a conquistar uma etapa em Ponta Grossa foi ele, tremam... 




terça-feira, 22 de março de 2016

28º CAMPEONATO BRASILEIRO 12 TOQUES - 2016

CARTA CONVITE E ORIENTAÇÕES

A ordem das vagas, será de acordo com o último Ranking Rotativo (Março 2016), sendo que o mesmo está disponível na aba "Ranking Rotativo" deste blog. Favor confirmar ou não a intenção de participar, mesmo que sua colocação ainda não esteja dentro do número de vagas. Confirmações direto no Whatsapp do futebol de mesa, com o Vinícius (presidente da LM) ou com representantes de clube.














sábado, 12 de março de 2016

2ª ETAPA COROA DE PRATA 2016 - LIGA METROPOLITANA

Seguem as fotos dos pódios das Séries A e B.



SÉRIE A:
1) Rogério (Sexta Bola)
2) Ricardinho (Clube Verde)
3) Dênis (Sexta Bola)
4) Fábio Maia (Clube Curitibano)
5) Robertinho (Clube Curitibano)
6) Elds (Clube Verde)
7) Gonzo (Clube Verde)
8) Faro (Clube Verde)
9) Pedro (Sexta Bola)
10) Gabriel (Clube Verde)



SÉRIE B:
1) André Leal (Sexta Bola)
2) Chico (Sexta Bola)
3) Rosar (Sexta Bola)
4) Barbosa (Clube Curitibano)
5) Alisson (Clube Curitibano)
6) M.Antônio (Ajax)
7) Almo (Clube Curitibano)
8) Gilberto (Clube Curitibano)
9) Mantena (Clube Verde)
10) Rubão (Sexta Bola)
11) Nilson (Clube Curitibano)
12) Luciano (Clube Curitibano)
13) Raphael (Sexta Bola)
14) Emerson (Ajax)
15) Bittencourt (Racing)
16) Rosar Jr. (Sexta Bola)



terça-feira, 1 de março de 2016

2ª ETAPA - COROA DE PRATA 2016



CONVITE
2ª ETAPA – LIGA METROPOLITANA / LIGA UNIÃO

Data : 12/03/2016 (Sábado)
Hora : 14h00
Local : Clube Curitibano – Curitiba (Liga Metropolitana)
            AABB - Bela Vista do Paraíso (Liga União-LU)


Data de encerramento das inscrições : 10/03/2016  à meia-noite (Ambas as Ligas)
Responsável pelas inscrições : Representante do clube.


Contato para inscrições : fprfm.12toques@yahoo.com.br (LM) / ligauniaofutmesa@hotmail.com (LU)

Pode ser enviado também via Whatsapp no grupo dos representantes e diretoria.


Forma da disputa:

+ Série A com 10 participantes (os 10 primeiros colocados na Coroa de Prata).

+ Série B com os demais participantes, formato será de acordo com a quantidade de inscritos.


Pré-requisito para inscrição: Não ter nenhuma pendência com a FPRFM até o dia 10/03/2016. NÃO SERÁ ACEITO PAGAMENTO NO DIA DA COMPETIÇÃO !


Liga Metropolitana: As tabelas serão divulgadas no dia 11/03/2016 via blog da liga, o atleta que estiver inadimplente com a FPRFM após 10/03/2016 não estará na tabela.

                                                                                                                                                                                                            


Confirmada a etapa, vamos ao raio-x da Série A, analisando os números e fazendo algumas previsões desta que será a 2ª Etapa da Coroa de Prata da LM 2016, 65º torneio oficial da LM e 54ª edição da Série A, no ano em que está sendo disputada a 10ª edição da Coroa de Prata das ligas. Serão 5 representantes do Clube Verde de Ponta Grossa (Faro, Elds, Ricardinho, Gabriel e Gonzo), 3 do Sexta Bola (Rogério, Dênis e Pedro) e 2 do Clube Curitibano (Robertinho e Fabio Maia).
Abaixo novamente um quadro descritivo do que cada número representa nas estatísticas dos participantes.




Confirmando o prognóstico feito na 1ª Etapa, aqui no blog, Rogério vem como um dos fortes candidatos à Coroa de Prata da LM de 2016 (CP-LM). Numa Série A equilibradíssima, Rogério conseguiu sagrar-se campeão com uma rodada de antecedência e com 5 pontos de vantagem para o vice. Teve o melhor ataque da Série A (56 / 6,22), e sofreu apenas uma derrota, quando o título já estava próximo. Essa foi a 9ª vez que Rogério conquistou uma etapa em torneios da LM, permanecendo como o 3º maior vencedor de etapas da LM. O botonista do Sexta Bola, disputou a Série A pela 30ª vez, alcançou Almo (C.Curitibano) nesse item, já deve ultrapassá-lo na próxima etapa, tornando-se o 4º botonista com mais presença na Série A da LM. Finalizando, das 9 edições anteriores da CP-LM, nos anos de 2007, 08, 09, 13 e 14, os vencedores da 1ª etapa, terminaram o ano como campeões da Coroa, inclusive o próprio Rogério em 2014 foi um dos que conquistaram o feito. Ainda temos 7 etapas pela frente para ver o que acontece.



Ele “chorou” pela volta da Série A e já mostrou que não foi à toa. Competindo em alto nível contra as feras da elite, Faro obteve na 1ª etapa 5 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, acabando como vice-campeão da etapa, sua melhor colocação em 17 participações na Série A. O resultado foi excelente, apesar da campanha não ter sido brilhante, teve o 7º ataque (41 / 4,56), 5º em saldo de gols (+1) e a 3ª melhor defesa (40 / 4,44 - melhor quesito) na etapa e das 5 vitórias, apenas uma foi por mais de 2 gols. Isso demonstra o quanto pequenos detalhes podem fazer uma grande diferença na classificação final, mesmo com números não tão bons, veio o vice-campeonato. Agora é buscar a estabilidade, Faro deve entrar para o Top 10 de participações na Série A, com 18, empatando com Marco Antônio (Ajax).



Deixaram ele entrar na festa, agora “guenta”. Dênis, o moedor de números da Liga Metropolitana, já começou o ano no pódio. Ele que quase não participou da Série A, em virtude do empate com Almo no Ranking de 2015, entrou e já mostrou porque é o líder em participações na elite da CP-LM, são 40 até aqui. Na 1ª etapa, o atual campeão paranaense adulto, esteve na briga pelo título com Rogério até a 5ª rodada, mas o empate com Faro e a derrota para Robertinho, nas 2 rodadas seguintes, fizeram com que a diferença aumentasse muito e o título ficasse distante. Foram 5V / 1E / 3D, 4º melhor ataque (48 / 5,33), melhor defesa (37 / 4,11) e 2º melhor saldo de gols (+11). Na corrida pela Coroa de Prata, o 3º lugar foi um bom resultado para um dos grandes favoritos ao título.




Campeão da Coroa de Prata LM 2015 e da Coroa de Ouro da FPRFM 2015, Elds começou o ano com o alerta ligado. Faltando 3 rodadas para acabar a etapa, o botonista do Clube Verde havia marcado apenas 6 pontos (2V / 4D) e estava na ZR. Uma arrancada no final, com vitórias sobre Rogério, Mantena e Luiz, trouxeram o alívio e veio a recompensa com a 4ª colocação na etapa, um bom resultado. Por fim, seus números até que foram positivos, foram 5V / 4D, 2º melhor ataque ao lado de Robertinho (CC) com 49 / 5,44, 3ª melhor defesa ao lado de Faro (40 / 4,44) e o 3º melhor saldo de gols (+9). Elds deve chegar a sua 15ª participação consecutiva na Série A, ficando atrás, nesse quesito, apenas de Dênis e Robertinho, os recordistas com 19 participações consecutivas. Será que teremos um recorde quebrado neste ano?



O multicampeão Robertinho, tetracampeão da Coroa de Prata da LM entre 2010 e 2013, passou sufoco nessa 1ª etapa. Nas 4 primeiras rodadas, apenas 1 vitória e 3 derrotas. Jogos decididos no detalhe, como a vitória sobre Elds (8x7) e os empates com Luiz e Pedro (ambos em 5x5), acabaram aliviando a situação e Robertinho “se garantiu” na Série A, terminando em 5º lugar. Para ter uma ideia do que isso representa, das 35 participações de Robertinho na Série A, essa foi apenas a 4ª vez em que ele terminou abaixo da 4ª colocação na etapa, sendo que o único rebaixamento ocorrido até hoje, foi em virtude de um abandono de etapa, para acompanhar o seu pai Nilson, que não estava se sentindo bem naquele dia. Robertinho terminou a etapa com 4V / 2E / 3D, marcando 49 gols e sofrendo também 49 (média 5,44), sendo o 2º melhor ataque ao lado de Elds e a 3ª pior defesa. Agora é outra etapa e a expectativa é que o sufoco tenha ficado para trás.




A joia brilhou!!! Enquanto uns começaram no sufoco, Pedro venceu seus 3 primeiros jogos (Luiz, Mantena e André), mas não esperava chegar ao final precisando, pelo menos, de 1 ponto contra Robertinho, na última rodada. E o ponto veio, a vitória parecia fácil por 5x3, mas Robertinho encostou no final e empatou o jogo, mas era o que bastava para o garotinho garantir sua presença na elite, onde fará sua 5ª aparição na próxima etapa. A campanha de 4V / 1E / 4D, teve 40 gols marcados (4,44 de média – 3º pior ataque), 45 gols sofridos (5,0 de média – 4º pior defesa) e saldo de -5 (4º pior saldo). Seriam números de alguém rebaixado, mas suas 4 vitórias (nenhuma acima de 2 gols) e o precioso empate, lhe garantiram em mais uma etapa na Série A, o que não é fácil pra ninguém.





Agora vai?? Ricardinho Faoro é, notadamente, um dos botonistas mais habilidosos da Liga Metropolitana. Recentemente foi vice-campeão Paranaense (2013) e vice-campeão Brasileiro (2014), mas quando se trata de Coroa de Prata, o que atrapalha são as ausências. Das 19 etapas que participou até hoje, 16 no formato de séries, esteve na Série A em 4 oportunidades, mas nunca conseguiu dar sequência. Só para ter uma ideia, das 7 participações na Série B, o botonista do Clube Verde foi campeão 6 vezes e vice na outra, e na Série C, 3 vezes campeão e 1 vice, em 5 participações, é o Rei do Acesso!!! Está na hora de fincar o pé na elite e escrever sua história, com certeza tem jogo para ser campeão de etapa e, por que não, brigar pelo título da Coroa de Prata. Na 1ª etapa foi campeão da Série B, com 9 vitórias e 1 empate (7x7 com Chico nas quartas-de-final). O melhor ataque, considerando as duas séries, foram 63 gols marcados em 10 jogos (média 6,3), isso contando 2 x WO’s (3x0), se retirados, a média sobe para 7,13. Esperamos, para o bem do futmesa paranaense, que a tão esperada sequência ocorra em 2016.




Esse é o monstrinho júnior. Tricampeão Brasileiro sub-15 (2012/13/14) e vice-campeão em 2015. Gabriel detém o posto de mais jovem botonista a disputar a Série A da LM. Já são 5 aparições na elite, a 6ª ocorrerá na próxima etapa. O vice-campeão da Série B na 1ª etapa de 2016, só perdeu na final. Foram 7V / 2E / 1D, contando os WO’s. Sabe que não será fácil sobreviver na arena com os grandes nomes da Série A, mas já mostrou que tem futmesa para ganhar de qualquer um, independente do nome ou quantidade de títulos. Ele está aí para escrever a sua história, não à toa no último Paranaense, jogando entre os adultos, ficou entre os 8 melhores do estado, entre mais de 30 participantes.





O estreante Fabio Maia tem um vasto histórico no passado do futebol de mesa paranaense, colecionador de títulos, incluindo um Brasileiro sub-15 em 1992. Ele voltou e com muita vontade de jogar, participou do Paranaense 2015 e começou a temporada 2016 com o pé direito, conquistando uma vaga na Série A, logo em sua primeira participação em etapas da LM. Fabio Maia será o 40º botonista a participar da Série A, desde sua criação, em 2007. Já chega com sede de título, já que muitos dos “tops” de hoje, são seus velhos conhecidos do passado. Qualidade não lhe falta e jogar futmesa é como andar de bicicleta, ninguém desaprende. Sua campanha na Série B teve 7V / 1E / 2D, sendo uma das derrotas para Gabriel, na semifinal. Dos 39 botonistas que já estiveram presentes, pelo menos uma vez, na Série A até hoje, 22 deles (56,4%) caíram logo em sua 1ª participação. Tirando o título de Dênis na 1ª etapa da LM em 2007 (a 1ª da história), o melhor resultado conseguido por um estreante na elite, foi o vice-campeonato e isso ocorreu em 3 oportunidades: Vinícius Barbosa (7ª etapa 2009), Leandro Pareja (8ª etapa 2009) e Elds (8ª etapa 2010). Conseguirá ele igualar esses feitos ou até mesmo quebrar a escrita e ser campeão logo em sua primeira participação?




Jogando pela sobrevivência, assim é que, de acordo com o histórico, será a vida de Márcio Begha, mais conhecido por Gonzo, na próxima etapa da CP-LM. São 7 aparições na elite, acompanhados de 6 rebaixamentos. Somente uma vez o botonista do Clube Verde conseguiu jogar a Série A e se manter na mesma. Mas o jogo acontece na mesa e é lá que Gonzo pretende agarrar a oportunidade de se manter entre os tops. A campanha na Série B já mostrou do que ele é capaz. Chegou às quartas-de-final com apenas 1 empate na 1ª fase, contra Chico e Gonzo ficou em 1º do grupo no saldo de gols (+18 contra +14 do adversário). Isso fez muita diferença nas quartas, já que Gonzo jogou pelo empate contra Barbosa, placar final 5x5 e a vaga na Série A. Agora é aproveitar a chance, pois não é sempre que ela aparece.



"Não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos erros".

Confúcio