terça-feira, 4 de outubro de 2016

6ª Etapa - Liga Metropolitana





Data : 15/10/2016 (Sábado)
Hora : 14h00
Local : Clube Curitibano
           
Data de encerramento das inscrições : 13/10/2016  à meia-noite.

Responsável pelas inscrições : Representante do clube.

Contato para inscrições : fprfm.12toques@yahoo.com.br (LM)

Pode ser enviado também via Whats no grupo dos representantes e diretoria.

att

Vinicius Oliveira
Presidente LM

                                                                                                                    


Chegou a hora da decisão, neste final de semana conheceremos o CAMPEÃO DA COROA DE PRATA LM 2016, a 10ª edição da Coroa de Prata. Ao todo 5 botonistas têm chance de conquistar a Coroa, mas isso na teoria, pois na prática a briga está polarizada entre Fábio Maia (Curitibano) e Gonzo (Clube Verde), tudo indica que teremos um campeão inédito na LM, assim como aconteceu na LU com o título conquistado por Jeferson (Belavistense) - aqui fica o nosso registro e os parabéns ao Campeão da Coroa de Prata da LU 2016.

Vamos ver o que cada um precisa para conquistar o título:
André Leal (Sexta Bola) - só na teoria, assim é que podemos dizer que são as chances de André Leal. Para ser campeão, precisa conquistar o título da etapa, e que Fabio Maia, Gonzo, Elds e Barbosa não pontuem, ou seja, estejam ausentes na etapa. Por isso, só na teoria...

Barbosa (Curitibano) - para ser campeão, precisa, além de conquistar o título da etapa, que Fabio Maia não pontue e que Gonzo termine no máximo em 5º. Também existe uma pequena chance sendo vice, com Gonzo em 9º e Elds não vença a etapa.

Elds (Clube Verde) - em busca do bicampeonato da Coroa, o único que esteve o ano todo na Série A, Elds precisa do título da etapa, torcer para Fabio Maia terminar em último na Série A e que Gonzo seja no máximo 4º colocado.

Gonzo (Clube Verde) - Com 90 pontos de diferença para Fabio Maia, para ser campeão Gonzo, se conquistar o título da etapa, torce para que Fabio Maia não seja vice. Se for vice da etapa, Fabio Maia tem que ficar no máximo em 5º. Se ficar em 3º lugar, Fabio teria que ficar no máximo em 9º. O 4º lugar só adiantaria com a ausência do oponente pelo título.

Fabio Maia (Curitibano) - se for vice da etapa, já levanta o caneco em seu 1º ano de participação na LM. Sendo 3º ou 4º, é só torcer para Gonzo não ser campeão da etapa. Ficando de 5º a 8º, torce para Gonzo ser no máximo 3º colocado. E a conta mais simples, se Gonzo acabar de 4º em diante e Elds não for campeão, Fabio Maia pode até terminar em último que leva o caneco.

Abaixo o TOP 10, acrescido de mais 4 botonistas que ainda têm chance de terminar entre os 10 e figurar na Série A em 2017. Do 1º colocado (Fabio Maia) até o 5º (André Leal), já estão garantidos entre os 10. Ricardinho (6º), Rogério (7º) e Pedro (9º), por estarem na Série A, precisam apenas não faltar à etapa que também garantem a classificação no TOP 10. Mantena (8º), Dalla (10º), completam a lista atual, na teoria precisam ficar à frente dos demais concorrentes - Faro (11º), Chico (12º) e Gabriel (13º). Robertinho (16º) tem mínimas chances de começar na Série A em 2017. Para isso precisaria conquistar o título da etapa (Robertinho está na Série A e pode fazer 500 pontos), mas precisaria torcer por maus resultados dos oponentes à sua frente.




Agora, os 10 que disputam a última etapa de 2016 na Série A, lembrando que, de acordo com o atual regulamento, o que vale aqui são os pontos, nessa etapa não é aplicado o acesso e descenso entre as Séries A e B, tanto que para 2017 a ideia é que o último torneio seja um Open e não etapa com Séries A e B (isso ainda será tema de discussão durante o Paranaense Individual, a ser disputado em Dezembro, na cidade de Ivaiporã).

Como já falamos sobre quase todos que estão na Série A e o foco nessa última etapa é o título e a formação da Série A 2017, não iremos fazer os comentários individuais, apenas destacaremos algumas curiosidades:

Elds (Clube Verde), além de ser o único a poder fechar o ano todo na Série A, pode igualar o recorde de participações consecutivas na elite, com 19 participações. Esse recorde pertence aos botonistas Dênis (Sexta Bola) e Robertinho (Curitibano).

Robertinho (Curitibano) busca igualar o número de títulos de etapas da LM. Dênis (Sexta Bola) é o recordista com 17 títulos e não joga a Série A, pois na etapa passada sofreu sua primeira queda, nas mesas, para a Série B (o incaível, caiu.....), mas o recorde de participações na Série A, ainda é seu, com 42 aparições, contra 40 de Dalla Stella (Sexta Bola).

Barbosa e Fabio Maia (Curitibano) agora ostentam o posto de nunca terem caído. Barbosa irá para sua 14ª participação na Série A e Fabio Maia para a 5ª.

Dalla Stella (Sexta Bola) e Gilberto (Curitibano) seguem sendo os recordistas de participações em torneios da LM, indo para a 66ª participação.

Fabio Maia, Gonzo, Barbosa, André Leal, Mantena e Gilberto estiveram presentes em todas as etapas de 2016.


Alisson (Curitibano) fará sua estreia na Série A. Após um, até certo ponto, surpreendente 4º lugar na Série B na etapa passada, Alisson garantiu sua pas

sagem para a elite na última etapa. Essa não era para ser a primeira vez do botonista na elite, já que em 2008 ele também garantiu presença na Série A, após ter sido 3º colocado da Série B, na 2ª etapa daquele ano. O problema é que aí ele "desapareceu", só voltando em 2014.


Com Alisson, fecharemos 2016 com 20 botonistas tendo disputado a Série A na Liga Metropolitana.




















domingo, 11 de setembro de 2016

5ª Etapa – Liga Metropolitana


Data : 17/09/2016 (Sábado)
Hora : 14h00
Local : Clube Curitibano
           
Data de encerramento das inscrições : 15/09/2016  à meia-noite.

Responsável pelas inscrições : Representante do clube.

Contato para inscrições : fprfm.12toques@yahoo.com.br (LM)

Pode ser enviado também via Whats no grupo dos representantes e diretoria.

                                                                                                                                                     

Chegamos à 5ª e penúltima etapa da Coroa de Prata da Liga Metropolitana. Fabio Maia, do Clube Curitibano e Gonzo, do Clube Verde, disputam ponto a ponto o título inédito da Coroa de Prata. A menos que alguma grande surpresa ocorra nas duas etapas faltantes, é muito provável que um dos dois botonistas fique com o título da Coroa, algo, talvez, imprevisto se voltarmos à 1ª Etapa quando os dois decidiam o 3º lugar da Série B. Mas de lá para cá muita água rolou e muita bolinha balançou as redes. Ambos decidiram o título da 4ª Etapa e da Taça Cidade de Ponta Grossa, cada um levando um título e o outro ficando com o vice. Com a ausência de Rogério (Sexta Bola) nas duas últimas competições e Elds (Clube Verde) na Taça Cidade, o caminho ficou aberto para que os dois chegassem a essa altura brigando pelo título. Agora vamos ver como está o TOP 10 da Coroa de Prata da LM e como chegam os 10 participantes da Série A para esta 5ª Etapa.




Talvez a grande e agradável surpresa da Coroa de Prata LM 2016. Gonzo, com suas indefensáveis bolas de ponta ("Escolinha do Professor Rogério"?) atingiu um nível elevado de aproveitamento e, não só surpreendeu a todos ao conquistar o título da 4ª etapa, como comprovou que não era obra do acaso, chegando à final da Taça Cidade de Ponta Grossa. Agora é focar nas duas etapas faltantes e tentar tirar a diferença de 120 pontos para o líder e, assim, colocar seu nome na galeria de campeões da CPLM.


Se Gonzo é a grande surpresa de 2016, o que dizer de Fabio Maia? É verdade que, mais dia, menos dia, um dos botonistas "das antigas" mais citados entre àqueles que jogam há muito tempo, iria reencontrar o caminho das vitórias e acabar se destacando. Mas Fabio veio sabendo o que quer e, se o título da Coroa de Prata vier já em sua primeira temporada, será fruto de um trabalho de alguém obcecado por vencer e que busca o topo sempre.


O atual campeão da Coroa de Prata é o único que esteve em todas as etapas na Série A, até aqui, em 2016. Infelizmente, por motivos particulares, Elds esteve ausente da Taça Cidade de Ponta Grossa, Open que conta pontos para a CPLM. Com isso o botonista perdeu a liderança e se complicou na busca do bicampeonato. Nada impossível, mas terá que torcer por uma grande falha principalmente dos dois primeiros do ranking. Elds pode bater um recorde que demora para ser conquistado, que é o de participações consecutivas na Série A, atém o momento são 17, se conseguir se manter para a última etapa, chegará a 19 e igualará o recorde pertencente à dupla Dênis e Robertinho.


O presidente da LM, Vinícius "Barbosa", só não chega melhor nessa reta final porque não conseguiu subir da Série B para a Série A, na 1ª Etapa do ano. Com isso, foram 2 etapas consecutivas fora da elite. Mesmo assim remou e hoje está em 3º lugar, ainda de olho no título inédito. Barbosa que foi um dos destaques da LM em competições nacionais neste ano, ficando entre os 8 no Brasileiro Individual Adulto e em 3º lugar na Copa do Brasil, além de fazer parte da equipe do Clube Curitibano, campeão Paranaense Interclubes de 2016.


Vivendo altos e baixos em 2016, chegou a disputar o Paranaense Interclubes pelo time C do Sexta Bola, Pedro dificilmente repetirá a boa campanha do ano passado, quando acabou em 4º lugar na Coroa de Prata da LM. No momento a "joia" não aparece nem no Top 10, ele que esteve na lista nos dois últimos anos, mas pretende usar as últimas etapas para melhorar esse desempenho e fechar entre os 10, além de preparar um 2017 mais promissor.


Ele suou muito e conseguiu se manter na Série A para a 5ª Etapa. Permanecer na elite e quebrar seu próprio recorde de participações consecutivas na Série A, são os próximos passos para Gabriel. A ser novamente destacado o feito conseguido por Gabriel em 2016, ao disputar a final do Brasileiro Individual Sub-18 em Botucatu, contra o também paranaense Léo, Gabriel chegou à sua 5ª final consecutiva de Campeonato Brasileiro, algo sensacional para essa jovem promessa.


Detentor de alguns recordes da Coroa de Prata da LM, o atual campeão paranaense Dênis não teve um grande ano nas mesas, mas por um motivo mais do que justificado, com a vinda de sua princesinha Bianca. Mesmo assim ainda é um dos candidatos a conquistar uma das duas etapas faltantes no ano, caso contrário, será o segundo ano consecutivo que o recordista de títulos de etapas da LM, passará em branco. 


Mais uma vez André Leal estará na Série A da LM. Um dos mais assíduos botonistas da liga, busca ficar no Top 10 pela 8ª vez em 10 anos de disputa, quem sabe até igualar sua melhor colocação que foi um 4º lugar em 2009. Ao lado de Rubão, tem 62 participações em etapas e torneios da LM, quesito em que é o 3º colocado na história, só atrás dos líderes Dalla Stella e Gilberto, com 64 participações cada um. Mais uma vez o objetivo é permanecer na elite e deixar o elevador passar reto.


Apesar de estarmos na 5ª Etapa, Marco Antônio fará sua estreia na Série A em 2016. Aliás será o primeiro botonista em 2016, não pertencente ao Curitibano, Clube Verde ou Sexta Bola, a disputar uma etapa na elite. Sua colocação no ranking da CPLM não é animadora, devido a algumas ausências, sendo o pior colocado entre os que irão disputar a etapa na Série A. Mas Marco busca melhorar sua posição e fechar o ano mais bem classificado não só na Coroa de Prata, como no Coroa de Ouro da categoria Master.


Mantena disputou a 1ª Etapa do ano na Série A, ficou em 10º lugar, sendo rebaixado. Depois disso, foram 3 etapas consecutivas na Série B, até que veio a suada classificação do retorno à elite na 4ª Etapa, com um sofrido 4º lugar. Agora é tentar manter o ritmo e finalizar o ano, pela 5ª temporada consecutiva, no Top 10 da LM.


segunda-feira, 1 de agosto de 2016

2º OPEN – TAÇA CIDADE DE PONTA GROSSA


2º OPEN – TAÇA CIDADE DE PONTA GROSSA

Data : 13/08/2016 (Sábado)
Hora : 14h00
Local : Clube Verde (Ponta Grossa)
           
Data de encerramento das inscrições : 11/08/2016  à meia-noite.

Responsável pelas inscrições : Representante do clube.

Contato para inscrições : fprfm.12toques@yahoo.com.br (LM)

Pode ser enviado também via Whats no grupo dos representantes e diretoria.

Forma da disputa:

Serão 2 grupos de 8 participantes cada, classificando-se os 4 primeiros de cada grupo para a disputa da Série Ouro e os 4 últimos ficam na Série Prata. As Séries serão disputadas em eliminatórias simples (mata-mata) em quartas-de-final, semifinais e final.

A tabela da competição pode ser acessada na aba "Tabelas" deste blog.



Vinicius Barbosa
presidente LM - FPRFM

segunda-feira, 18 de julho de 2016



No último final de semana (23 e 24/07) nas dependências do Clube Curitibano foi realizado o Campeonato Paranaense Interclubes 2016.
O evento contou com 10 times e foi o maior e melhor campeonato estadual interclubes já realizado no Paraná.

Novo sistema de disputa

Antes de falar sobre o torneio em si, vamos fazer um balanço sobre o novo sistema de disputa para os campeonatos interclubes que é de rodada única.
Antes os quatro botonistas de um clube jogavam contra os quatro do outro clube e ao final das quatro rodadas tínhamos o vencedor da partida. Neste novo sistema é uma rodada única e os confrontos são escolhidos por cada clube. Exemplo: o Clube A indica um botonista X , o Clube B indica quem enfrenta X e já indica Y, o Clube A indica quem enfrenta Y e indica W... e assim por diante. O clube que fizer mais pontos nos quatro jogos vence a partida.
O sistema é muito bom e foi aprovado por 100% dos botonistas e clubes do Paraná, só existem vantagens com este novo sistema. Deixa os confrontos mais equilibrados, faz com que mesmo o time mais fraco possa vencer o mais forte, possibilita a formação da mais clubes, deixa o torneio mais dinâmico e interessante, fora que possibilita uma maior quantidade de confrontos entre os clubes.

Sobre o Campeonato,

Com 10 times e com este novo sistema, a fórmula adotada foi de todos contra todos em dois turnos, os campeões de cada turno fazem a final, ou se algum clube vencer os dois turnos já é o Campeão Paranaense Interclubes 2016.
Com um nível técnico muito bom e jogos extremamente equilibrados, o primeiro turno foi disputado no sábado 23/07 com  Clube Curitibano conquistando a primeira vaga na final, dois pontos a frente do segundo colocado o Sexta Bola.
No domingo, o segundo turno começou às 9hs da manhã e o que se viu foi novamente muito equilíbrio em praticamente todos os jogos, porém o Clube Curitibano se fez prevalecer e conquistou  também o segundo turno por consequência o título da competição.
O Time campeão foi formado por: Barbosa (Capitão), Fábio Maia, Robertinho, Almo, Allisson, Nilson, Luciano e Gilberto.
A Federação Paranaense parabeniza  os campeões e também todos os participantes do evento!

Próximos eventos:

o       13 de Agosto – Open (Ligas)

o    20 e 21 de Agosto - Sul-Brasileiro (Porto Alegre/RS)

o         2 a 4 de Setembro- Copa do Brasil (Londrina/PR)

Abaixo a classificação final do CAMPEONATO PARANAENSE INTERCLUBES 2016 e as fotos das equipes.


CAMPEÃO (CLUBE CURITIBANO): Barbosa, Alisson, Gilberto, Almo, Luciano, Nilson, Robertinho e Fabio Maia (+ filhote)

VICE CAMPEÃO (SEXTA BOLA A): Dalla Stella, Dênis, André Leal, Rogério e Luiz

3º LUGAR (BELAVISTENSE A): Victor, Léo, Jeferson e Leandro Campos

4º LUGAR (CLUBE VERDE): Gabriel, Faro, Gonzo, Elds e Mantena (faltou o Ricardinho)

5º LUGAR (FÊNIX): Ednilson, Cotonete, Vitinho e Rony

6º LUGAR (LONDRINA): Elyvelton, Jaka, Danilo e Roger

7º LUGAR (AJAX): Marco Antonio, Macaco, Dudu e Emerson (faltou o Rato)

8º LUGAR (SEXTA BOLA B): Rosar, Raphael, Chico, Rubão e Duleba

9º LUGAR (BELAVISTENSE B): Fabiano, Fernando, Flavinho e Sebá

10º LUGAR (SEXTA BOLA C): Prólico, Diego, Ronaldo e Pedro (faltou o Eliandro)




Parabéns à todos os participantes, agradecimentos especiais ao Clube Curitibano pela cessão do espaço e àqueles que se envolveram na organização desse grande evento!!! Viva o futebol de mesa!!!

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Campeonato Sul-Brasileiro 2016


Carta Convite

Prezados,

Seguem abaixo as informações referentes ao IV Campeonato Sulbrasileiro Individual e de Seleções, de Futebol de Mesa, modalidade 12 Toques:

LOCAL – Grêmio Náutico União – Sede Alto Petrópolis
Rua João Obino, 300
Bairro Alto Petrópolis
Porto Alegre/RS

DATA – 20 e 21 de agosto 2016

AGENDA

Dia 20 de agosto, sábado – CAMPEONATO INDIVIDUAL

11h                  – Congresso Técnico
11h 30 min      -- Abertura oficial
12h                  – Início dos jogos - 1a Rodada
12h 30 min      – 2ª rodada
13h                  - 3ª. rodada
13h 30 min      - 4ª. rodada
14h                  - Intervalo de 30 minutos
14h 30 min      - 5ª. rodada
15h                  - 6ª. rodada
15h 30 min      - 7ª. rodada
16h                  - Intervalo de 15 minutos
16h 15min       - 8ª. rodada
16h 45 min      - 9ª. rodada
17h 30min       - Entrega das Premiações

A partir das 18h está previsto um happy-hour, por adesão, no próprio local da competição, sobre o qual serão dadas maiores informações mais próximo da competição.


Dia 21 de agosto, domingo – CAMPEONATO DE SELEÇÕES

08:30 horas - Abertura
09:00 horas – Início dos jogos - 1a Rodada
12:00 horas – Término da 6ª rodada
12:30 horas – entrega dos prêmios do campeonato de seleções e encerramento.

CATEGORIAS – COMPETIÇÃO INDIVIDUAL:

Sub-18 com 3 atletas do PR, 3 atletas de SC, 3 atletas do RS e o Campeão do ano anterior.

Adulto com 3 atletas do PR, 3 atletas de SC, 3 atletas do RS e o Campeão do ano anterior.

Máster com 3 atletas do PR, 3 atletas de SC, 3 atletas do RS e o Campeão do ano anterior.

CATEGORIAS – COMPETIÇÃO DE SELEÇÕES:

Cada seleção será composta pelos atletas que disputarão o Sul-brasileiro Individual com 6 atletas titulares e os demais como reservas.


PREMIAÇÃO

Troféus para as seleções classificadas de 1º ao 3º lugares e 09 medalhas para os jogadores destas equipes. Para a competição individual, troféu para os três melhores em cada categoria e medalhas para os jogadores colocados entre 4º e 10ª posição.

INSCRIÇÕES

A taxa de inscrição será de R$ 40,00 (quarenta reais) por jogador para a competição individual e de R$ 100,00 (cem reais) por federação para a competição entre seleções. Cada federação deverá confirmar participação e informar a relação dos seus atletas participantes até o dia 12/07/2016 para os e-mails gardelin@upf.br e gilbertotaquara@hotmail.com . Deverá acompanhar o e-mail, comprovante do recibo do depósito do valor da inscrição.

Conta para depósito:

Nome: Gilberto Hollweg
Banco: 104 - CEF
Agência: 1872 - Igrejinha
C/C n°: 00000040-2

INFORMAÇÕES GERAIS

Será obrigatório o uso de uniforme (camisa) que identifique a agremiação da qual o atleta seja integrante, no campeonato individual e de uniforme igual (camisa) para os jogadores de uma mesma equipe no campeonato de seleções.


 Segue informações adicionais à carta convite, a respeito de alojamento e hospedagem, para a 4ª edição do Sul Brasileiro 12 Toques que acontece em Porto Alegre/RS nos dias 20 e 21 de agosto de 2016.

 ALOJAMENTO
O clube disponibiliza alojamento na Sede Moinhos de Vento o qual fica à 2 km de distância da Sede onde ocorrerá a competição (Sede Alto Petrópolis). Outras informações a cerca do alojamento:
- O alojamento tem possibilidade de receber até 14 pessoas;
- Não há roupas de cama, cobertores e travesseiros. Disponibilizamos apenas os beliches com colchões;
- Dentro do alojamento existe um segundo quarto que é utilizado por atletas do judô e que acessam o local pela mesma entrada do alojamento e se deslocam entre os beliches para chegar neste quarto separado;
- Não é permitido aos alojados o uso das dependências do clube como piscinas, sauna, academia, quadras e qualquer outro serviço ou espaço de associados. A utilização é exclusiva para a área de alojamento, local do campeonato, banheiros e acesso às áreas de alimentação;
- Horário de abertura às 5h e fechamento à meia noite. Durante o período em que estiver fechada, não será possível o ingresso na sede à pé ou de carro;
- O valor de diária para a utilização do alojamento é de R$ 20,00 por pessoa. Este valor deve ser acertado diretamente na secretaria esportiva.
- É importante recebermos a relação de pessoal e os respectivos dias que eles ficarão hospedados para facilitar a identificação de entrada na sede e controle da esportiva (alojamento).

HOSPEDAGEM – REDE HOTELEIRA
Nas imediações da Sede Alto Petrópolis situa-se os seguintes hotéis:
- SWAN TOWER, Rua Cristóvão Colombo, 3.192, a cerca de 2 km da sede Alto Petrópolis
- NOVOTEL, Av. Soledade, 575, a cerca de 200 metros
- HOLIDAY INN, Av. Carlos Gomes, 565, a cerca de 800 metros
- BIS HOTEL, Rua Marquês do Herval, 540, a cerca de 2 km


Att,
João Paulo Gardelin

Diretor Técnico Modalidade 12 Toques - FGFM



sexta-feira, 29 de abril de 2016

1º OPEN - LIGA METROPOLITANA 2016

MENSAGEM DO PRESIDENTE:

"A partir desta etapa, os botonistas que se confrontarem na primeira rodada, ficarão rasponsáveis por montar e limpar as suas mesas. Isso serve também para a última rodada, após o término a dupla fica responsável por desmontar a mesa e guardá-la junto com os cavaletes. Acredito que dessa forma não fique pesado para ninguém. Lembrando que a primeira rodada começa às 14hs.

Att
Vinicius"

                                                                                                                                                                                                     







Sendo breve, qual a semelhança entre o cara da foto acima e do líder do Ranking da Coroa de Prata LM 2016? Ambos venceram todas as etapas até agora, e Rogério pode igualar o feito do alemão, que vem atropelando todos na Fórmula 1, e vencer a 4ª etapa consecutiva em 2016, algo que inédito na LM. A diferença é que agora é Open, e não Série A. Todos têm chances de recuperar alguns pontos e uma vacilada pode jogar um favorito a marcar bem menos pontos do que se pensava.

Mas, quando a fase é boa, os números ainda ajudam. Até hoje, de 2007 para cá, tivemos etapas no formato de Open a partir de 2012, sendo 2 por ano em 2012, 13 e 14 e as 5 etapas de 2015 todas foram Open. Num total de 11 etapas disputadas dessa maneira, quem foi o maior vencedor? Ele mesmo, Rogério já conquistou 4 etapas nesse formato, Dênis conquistou 2 vezes e as outras 5 etapas ficaram distribuídas entre Faro, Robertinho, Elds, Pedro e Barbosa. Com certeza a foto do TOP 10 da Liga Metropolitana irá mudar após o Open do próximo sábado.


                                                                                                                                                                                               


1º OPEN – LIGA METROPOLITANA

Data : 14/05/2016 (Sábado)
Hora : 14h00
Local : Clube Curitibano
           
Data de encerramento das inscrições : 12/05/2016  à meia-noite.

Responsável pelas inscrições : Representante do clube.

Contato para inscrições : fprfm.12toques@yahoo.com.br (LM)

Pode ser enviado também via Whats no grupo dos representantes e diretoria.

Forma da disputa:

Formato será de acordo com a quantidade de inscritos.

Pré-requisito para inscrição: Não ter nenhuma pendência com a FPRFM até o dia 12/05/2016. NÃO SERÁ ACEITO PAGAMENTO NO DIA DA COMPETIÇÃO !

As tabelas serão divulgadas no dia 13/05/2016 no blog da liga, o atleta que estiver inadimplente com a FPRFM após 12/05/2016 não estará na tabela.

quinta-feira, 31 de março de 2016

3ª ETAPA - COROA DE PRATA 2016

3ª ETAPA – LIGA METROPOLITANA / LIGA UNIÃO

Data : 09/04/2016 (Sábado)
Hora : 14h00
Local : Clube Verde – R. Cel. Dulcídio, 901, Ponta Grossa
            Liga União – A confirmar

Data de encerramento das inscrições : 07/04/2016  à meia-noite (Ambas as Ligas)

Responsável pelas inscrições : Representante do clube.

Contato para inscrições : fprfm.12toques@yahoo.com.br (LM) / ligauniaofutmesa@hotmail.com (LU)

Pode ser enviado também via Whatsapp no grupo dos representantes e diretoria.

Forma da disputa:

+ Série A com 10 participantes (os 10 primeiros colocados na Coroa de Prata).

+ Série B com os demais participantes, formato será de acordo com a quantidade de inscritos.

Pré-requisito para inscrição: Não ter nenhuma pendência com a FPRFM até o dia 07/04/2016. NÃO SERÁ ACEITO PAGAMENTO NO DIA DA COMPETIÇÃO !

Liga Metropolitana: As tabelas serão divulgadas no dia 08/04/2016 via blog da liga, o atleta que estiver inadimplente com a FPRFM após 07/04/2016 não estará na tabela.


                                                                                 

COROA DE PRATA LM 2016
Temos um líder!!!




Chegamos à 3ª Etapa da Coroa de Prata 2016, Rogério (SB) já vai abrindo vantagem na liderança, após ter vencido as duas primeiras etapas. No elevador entre as séries, Clube Verde e Sexta Bola, mais uma vez, trocaram de posição na etapa, 3 caíram do time dos Campos Gerais e 3 subiram dos Monocromáticos de Curitiba. Nessa etapa o Sexta Bola contará com 5 representantes na Série A (Rogério, Dênis, André Leal, Chico e Rosar), Clube Curitibano com 3 (Fabio Maia, Robertinho e Barbosa) e Clube Verde com 2 (Ricardinho e Elds).



Mais uma vez deu Rogério, dessa vez invicto, 10º título de uma etapa da LM! Isso não quer dizer que tenha sido fácil, pelo contrário. Na 2ª etapa o atleta do Sexta Bola teve mais trabalho para levar o 1º lugar, venceu 6 e empatou 3 jogos, teve o 3º melhor ataque da etapa (54 gols / 6,00 de média), tendo feito 2 gols a menos que na 1ª etapa, quando teve o melhor ataque. Seu ponto forte nessa etapa foi a defesa, sendo a melhor da etapa com 37 gols sofridos, média de 4,11 , 5 gols sofridos a menos que na 1ª etapa e mesmo número de gols que sofreu Dênis, dono da melhor defesa na 1ª etapa. Gonzo, Robertinho e Ricardinho (no jogo decisivo), foram os responsáveis por tirar pontos do líder. É a primeira vez, na história da CPLM, que Rogério conquista 2 etapas consecutivas. Se conquistar a 3ª Etapa, irá se igualar a Robertinho que conquistou 3 etapas consecutivas em 2011 e 4 consecutivas entre 2012 e 2013. Detalhe, Rogério nunca venceu mais do que 2 etapas em um ano, mais um desafio para manter a ponta.


Como previsto aqui no blog, Ricardinho seria um sério candidato ao título da 2ª etapa, e foi quem fez frente à Rogério até o final, inclusive empatando em 5x5 na última rodada o jogo que poderia lhe dar o título. A diferença foi de apenas 1 ponto. O atleta do Clube Verde, mais uma vez, teve o melhor ataque da etapa (considerando todas as séries), marcando 60 gols (média 6,67) e sofrendo 44 (média 4,89). A única derrota foi sofrida para o companheiro de equipe, Elds, na 1ª rodada (2x4), se tivesse empatado esse jogo, Ricardinho seria o campeão da etapa pelo saldo de gols. Ricardinho também deu um salto no Ranking da CPLM, passando para o 4º lugar no geral e tenta agora, em casa, conquistar o título inédito de uma etapa na LM.


Mais uma vez no pódio, assim foi o desempenho de Dênis, que repetiu a 3ª colocação conquistada na 1ª etapa. A diferença é que agora foram exatos 9 gols marcados a mais, porém outros 9 sofridos, o que acrescentou um gol a mais na média, tanto de gols marcados, quanto sofridos, em comparação com a 1ª etapa (57 gm / 6,33 - 46 gs / 5,11). Se a colocação foi a mesma, pelo menos agora foram 2 pontos a mais, com 6 vitórias e 3 derrotas, nenhum empate. Curiosidade é que as derrotas são quase repetidas, na 1ª etapa foram para Rogério, Robertinho e André e na 2ª etapa para Rogério, Robertinho e Ricardinho. Com o resultado na etapa, Dênis assumiu a 2ª colocação no Ranking da CPLM, seguindo no encalço de Rogério.


Ele veio como a incógnita da etapa, mas com credencial de um passado vitorioso. Fabio Maia não decepcionou em sua estreia na Série A, venceu Faro logo na 1ª rodada, já para estrear com o pé direito (um suado 3x2), aliás, mais da metade dos jogos de Fabio foram decididos por apenas um gol de diferença (3 vitórias e 2 derrotas), mostrando que a estreia na elite não foi nada fácil. O atleta do Curitibano precisou de 2 resultados positivos nas últimas rodadas para se garantir na elite. No último jogo bastava um empate contra Gonzo, mas foi aí que Fabio conquistou sua vitória mais tranquila (7x4). Se o ataque não foi dos melhores (41 gols / 4,56 média), a defesa foi a 2ª melhor da etapa (40 gols sofridos / 4,44 média). Sem dúvida, com treinamento e mantendo o ritmo, Fábio, em breve, será sério candidato a título.


Se Rogério ficou em 1º lugar e Dênis em 3º, nas duas primeiras etapas, outro que repetiu a colocação foi Robertinho. E com campanhas quase idênticas, 4 vitórias, 2 empates e 3 derrotas (14 pontos), na 1ª etapa foram 49 gm / 49 gc e na 2ª etapa 50 gm / 51 gc, foi o 4º melhor ataque, porém a 2ª pior defesa (5,67 de média). A diferença é que essa foi uma etapa bem mais tranquila para o botonista do Curitibano, enquanto na 1ª etapa ele chegou até a 6ª rodada com apenas 7 pontos conquistados, na ZR, nessa 2ª etapa ele estava em 3º lugar ao final da 6ª rodada com 13 pontos, decaindo nas últimas 3 rodadas com 1 empate (7x7 com Rogério) e 2 derrotas (Fabio Maia e Gabriel). A campanha ainda não é a esperada, mas o 6º lugar no Ranking da CPLM ainda o credenciam a manter-se na disputa pelo título de 2016.


Dos 10 botonistas que iniciaram 2016 na elite da Liga Metropolitana, 4 chegam à 3ª etapa se mantendo na Série A. Um deles é Elds, o atual campeão da CPLM. Porém a vida não está fácil, 4º lugar na 1ª etapa e 6º lugar na 2ª, o atleta do Clube Verde suou para se manter vivo. Elds foi mais um que fez uma campanha bem parecida comparando a 1ª com a 2ª etapa, foram 15 pontos, contra 13 na 2ª, 49 gols marcados (1et) contra 48 (2et) e 40 gols sofridos (1et) contra 42 (2et). Novamente 3 derrotas consecutivas, no meio da competição, complicaram a vida de Elds e o fizeram ter que buscar pontos para se recuperar. Dessa vez a tabela lhe colocou Robertinho, Rogério e Dênis, na sequência entre a 5ª e 7ª rodadas, mas graças à vitória sobre Gabriel (11x4 - maior goleada da etapa) na rodada seguinte, Elds precisou ir atrás de apenas um empate na última rodada para ficar na elite. Agora é ver como será o desempenho em casa, apesar de ainda não ter vencido uma etapa em Ponta Grossa, a pior colocação nas etapas lá disputadas, até hoje, foi um 4º lugar.


Inaugurando o iô-iô da temporada 2016, André Leal é o primeiro nesse ano a cair e já subir na etapa seguinte, algo que tradicionalmente ocorre durante o ano. A campanha na Série B não foi brilhante, vitórias apertadas, com direito a algumas viradas e uma única derrota (Alisson) conduziram o botonista do Sexta Bola ao título da série, disputando ponto a ponto com Chico (também do Sexta Bola) primeiro a fase de classificação e depois o título no hexagonal final. A vantagem foi que André venceu os 2 confrontos caseiros contra seu adversário, mas ainda precisou vencer Barbosa (CC) na última rodada do hexagonal para confirmar o título. Na 1ª etapa André foi rebaixado faltando-lhe apenas um empate, para a 3ª etapa a expectativa é conseguir os pontos necessários para se manter na elite e melhorar seu posicionamento no ranking.


Sem sofrer derrota na 1ª etapa, Chico ficou fora da elite após uma excelente campanha na 1ª fase e um empate contra Ricardinho nas quartas-de-final. Dessa vez o botonista do Sexta Bola não deu chance para o azar, classificou-se novamente com folga na 1ª fase e fez a lição de casa no hexagonal final, tendo o melhor ataque das finais, muito graças à goleada conquistada sobre Alisson, na última rodada do hexagonal, por 10x1. Chico chega com a credencial de ser um atleta muito difícil de ser batido na Série A, pois até agora o rebaixamento para a Série B, na mesa, só ocorreu uma vez nas aparições anteriores.


Jogando de forma regular entre 2007 e 2009, Rosar esteve presente na elite da LM por 6 vezes nesse período. Retornou às mesas em 2015, participando de algumas etapas (no formato aberto) e agora, depois de quase 7 anos, Rosar volta ao convívio entre os grandes da LM. A classificação na 1ª fase foi apertada (2v 2e 1d), mas no hexagonal final foram 3 importantes vitórias que lhe deram o acesso à Série A. Contra si, historicamente existe o fato de que das 6 etapas já disputadas na elite, apenas em uma o atleta do Sexta Bola não foi rebaixado. Aguardemos o próximo sábado.


Sua presença na Série A já era aguardada para a 2ª etapa, mas um empate contra Gonzo nas quartas-de-final da Série B (1ª etapa) o tiraram das 4 primeiras colocações. Dessa vez Barbosa, o presidente da LM, fez a melhor campanha da 1ª fase da Série B, 100% de aproveitamento, 32 gols marcados, isso com um WO na chave (média de 6,4 com o WO e 7,25 sem o WO). Com a melhor campanha de todos no hexagonal, Barbosa tinha vantagem de empatar em pontos contra qualquer adversário e já era nome certo para o acesso. Mas vida fácil é o que o atleta do Curitibano menos teve nas finais, até começou vencendo (7x4 contra M.Antonio), mas vieram 2 empates (Chico e Alisson) e 2 derrotas (Rosar e André) que por muito pouco não lhe tiraram a classificação. No fim, com 5 pontos no hexagonal, comemorou a classificação mais pela combinação de resultados do que por seus méritos. Mas agora ele chegou, o último a conquistar uma etapa em Ponta Grossa foi ele, tremam...