domingo, 18 de agosto de 2013

PARANÁ – CELEIRO DE CAMPEÕES
            



                                                       
Campeonato Brasileiro 12 Toques
São paranaenses os maiores campeões Brasileiros (individual) da categoria adulto (Robertinho, pentacampeão) e máster (Nilson, tetracampeão). Na categoria adulto, são 9 títulos paranaenses em 25 campeonatos disputados, sendo que o estado conquistou os últimos 5 títulos consecutivos na categoria, se conquistar mais um em 2014, iguala a sequência de 6 títulos consecutivos (recorde pertencente à SP que conquistou 6 títulos entre 2000 e 2005). Robertinho também é o único, na categoria, a conquistar um tricampeonato consecutivo (2009/10/11), superando os bicampeões Laguna-SP (1993/94) e Quinho-SP (2003/04). Antes de conquistar seu 1º Brasileiro adulto, em São José dos Pinhais (1999), Robertinho foi campeão Brasileiro Sub-18 (único título paranaense na categoria), em Londrina (1997). Ele foi o primeiro a conquistar um título de base (sub-15 ou sub-18) e depois conquistar o título da categoria principal (adulto), Quinho-SP e Thiago Penna-RJ são os outros que já alcançaram tal feito. Mas o 1º paranaense a conquistar o principal título nacional foi o londrinense Ricardo Asso, na AABB em Curitiba (1992). Na época, as finais eram disputadas em um octogonal final, Ricardo era o único paranaense no meio 7 paulistas, Muradian (Maria Zélia) e seis atletas do Palmeiras, entre eles os irmãos Michilin, sendo que Mauro Michilin, posteriormente, conquistaria 4 títulos da categoria, 3 deles conquistados em Curitiba e região metropolitana. Ricardo Asso venceu seus 7 jogos, e foi o primeiro botonista fora do estado de São Paulo a conquistar o título máximo da modalidade 12 toques.
Ricardo Asso, o primeiro paranaense campeão Brasileiro

Mesmo sendo Robertinho o grande fenômeno da categoria nos últimos anos, a presença de paranaenses entre os primeiros colocados no adulto, tem sido uma constante. Exemplos aconteceram nas edições de 2010 (São Paulo), quando 3 dos 4 semifinalistas eram paranaenses (Robertinho – campeão, Ricardo Asso – vice e Elds – 4º). O fato se repetiu em 2012 (Curitiba), com Elds sendo campeão, Dênis em 3º e Victor em 4º.
No máster o estado é o maior vencedor do Brasileiro individual, são 9 títulos em 21 campeonatos disputados. Nilson Rodrigues é o maior campeão da categoria, com 4 títulos, Almo de Paula tem 3 títulos e Carlos Dalla Stella tem 2 (é o atual bicampeão Brasileiro da categoria). Dalla Stella conquistou um feito incrível em seu 1º título no máster (Curitiba 2012) ao ser campeão vencendo todos os seus jogos.
Robertinho, considerado por muitos, o botonista mais completo da história

Se na categoria sub-18 temos apenas um título nacional, na sub-15 são 4 títulos (Fábio Maia – 1992; Gustavo Nogueira – 2000 e Gabriel Godoy – 2012/13). Gabriel (o Soneca), é o atual bicampeão Brasileiro da categoria, surpreendendo a todos em 2012 e levantando um caneco que não era do PR havia 12 anos, depois de uma grande supremacia carioca (7 títulos consecutivos entre 2004 e 2010). Foi emocionante os títulos de pai e filho em Curitiba 2012 (Elds – adulto e Gabriel – sub15), algo só conquistado por outra dupla paranaense, em Londrina 1997 (Nilson – máster e Robertinho – sub18).

GALERIA DOS PARANAENSES CAMPEÕES BRASILEIROS
CATEGORIA ADULTO
ANO
LOCAL
ATLETA
1992
Curitiba (PR)
Ricardo Asso
1996
São Paulo (SP)
Claudinei Maia
1999
São José dos Pinhais (PR)
Robertinho
2006
Socorro (SP)
Rogério
2009
Rio de Janeiro (RJ)
Robertinho
2010
São Paulo (SP)
Robertinho
2011
Poços de Caldas (MG)
Robertinho
2012
Curitiba (PR)
Elds
2013
Goiânia (GO)
Robertinho

CATEGORIA MÁSTER
ANO
LOCAL
CAMPEÃO
1994
São Caetano do Sul (SP)
Nilson
1996
São Paulo (SP)
Almo
1997
Londrina (PR)
Nilson
2003
Blumenau (SC)
Almo
2004
Rio de Janeiro (RJ)
Nilson
2008
Blumenau (SC)
Nilson
2009
Rio de Janeiro (RJ)
Almo
2012
Curitiba (PR)
Dalla Stella
2013
Goiânia (GO)
Dalla Stella

CATEGORIA SUB 18
ANO
LOCAL
CAMPEÃO
1997
Londrina (PR)
Robertinho

CATEGORIA SUB 15
ANO
LOCAL
CAMPEÃO
1992
Curitiba (PR)
Fábio Maia
2000
Socorro (SP)
Gustavo Nogueira
2012
Curitiba (PR)
Gabriel Godoy
2013
Goiânia (GO)
Gabriel Godoy


Copa do Brasil – domínio paranaense
Se no Campeonato Brasileiro individual o Paraná vem conquistando uma hegemonia nos últimos anos, na Copa do Brasil o domínio é quase que completo paranaense. Na categoria adulto, apenas a 1ª edição jogada pelo adulto (Blumenau, 2003) é que o campeão não foi paranaense (Tadeu-SP foi o vencedor). Robertinho mais uma vez é o grande papa títulos da competição, com 4 títulos, sendo ele o atual tricampeão. Victor e Ednilson, grandes botonistas do norte paranaense, também já conquistaram a Copa na categoria adulto, totalizando 6 títulos em 7 edições do adulto. No máster são 5 títulos em 10 edições, Nilson e Almo tem 2 conquistas cada e Fernando Rodrigues completa a lista de paranaenses campeão da Copa do Brasil.
Mais um feito exclusivo dos paranaenses é o fato de conquistar, no mesmo ano, Campeonato Brasileiro Individual e Copa do Brasil, em suas respectivas categorias. Almo de Paula foi o pioneiro em 1996, Nilson Rodrigues repetiu o feito na categoria máster em 2008 e Robertinho, em duas oportunidades, foi o primeiro a conquistar o feito na categoria adulto, em 2011 e 2013.
Almo de Paula - multicampeão


PARANAENSES CAMPEÕES DA COPA DO BRASIL
CATEGORIA ADULTO
ANO
LOCAL
CAMPEÃO
2007
Blumenau (SC)
Robertinho*
2008
Londrina (PR)
Victor
2010
Cambé (PR)
Ednilson
2011
Itajaí (SC)
Robertinho
2012
Caruaru (PE)
Robertinho
2013
Nova Friburgo (RJ)
Robertinho
* Na época jogava pelo Santos (SP)

CATEGORIA MÁSTER
ANO
LOCAL
CAMPEÃO
1995
São Paulo (SP)
Nilson
1996
São Paulo (SP)
Almo
2008
Londrina (PR)
Nilson
2010
Cambé (PR)
Fernando R.
2011
Itajaí (SC)
Almo


Campeonato Mundial, Brasileiro Interclubes
No Mundial da modalidade 12 toques, realizado em 2012 no Rio de Janeiro, mais um exemplo da excelente fase que vive o futmesa paranaense, tendo Rogério Nascimento conquistado o título, Robertinho (eliminado por Rogério) ficou em 3º e Almo em 4º, ou seja, 3 paranaenses entre os 4 melhores do mundo!!! Robertinho e Victor compuseram a Seleção Brasileira que conquistou o bicampeonato mundial da modalidade.
No Campeonato Brasileiro Interclubes, somente na 1ª edição da competição, disputada no Rio de Janeiro em 2007, é que o estado não colocou uma equipe entre as 4 primeiras. A AABB de Curitiba ficou em 4º lugar no Brasileiro de 2008 (São Paulo), o Clube Curitibano ficou em 3º lugar neste mesmo campeonato e repetiu o feito ano passado, também em São Paulo. Mas, quando se fala de Interclubes, o grande nome paranaense vem de Londrina, é o IVN. Numa ascensão fantástica, a equipe ficou em 3º lugar no Brasileiro de Curitiba (2009), vice campeã em Itajaí (2010) e em Petrópolis (2011) veio o grande feito, o inesquecível e merecido título Brasileiro. Com 4 heróis, o time não levou reservas, que honraram a camisa do clube e do estado do estado do Paraná, o time superou os adversários e levantou o caneco.
Ricardo Asso, Fernando Mazzini, Victor Heremann e Ednilson Gaffo, fizeram história

Outras modalidades
Não bastassem as conquistas na regra mais jogada no estado (12 toques), o estado do Paraná também já fez campeões Brasileiros em outras modalidades. Em 2006, na cidade de Vitória (ES), Jefferson Mesquita fez uma improvável final paranaense contra Alexandre Magnus e tornou-se o primeiro e, por enquanto único, paranaense campeão Brasileiro da modalidade 1 toque livre, modalidade que tem o Brasileiro disputado desde 1970 (entre todas as modalidades reconhecidas pela CBFM, é a que tem o Brasileiro sendo disputado há mais tempo). Em 2012 a cidade de Cascavel sediou o 1º Brasileiro da modalidade, em solo paranaense.
Dupla de campeões Brasileiros em 2006 – Jefferson Mesquita (1 toque) e Rogério Nascimento (12 toques)

Na modalidade Dadinho, a mais recente regra considerada oficial pela CBFM (2012), tem o paranaense Almo de Paula como um dos seus grandes entusiastas, alguém que ajudou e muito na oficialização e disseminação da regra. O prêmio a este ícone do futmesa nacional, foi o título de Campeão Brasileiro da modalidade, conquistado em 2011, na cidade de Brasília. Além de ser o único campeão, até hoje, que não joga no Rio de Janeiro (berço do Dadinho), Almo entrou para a história e colocou o nome do Paraná mais uma vez na história, ao ser o primeiro, e até então único, a conquistar o Campeonato Brasileiro Individual em duas modalidades diferentes (tricampeão Brasileiro Máster 12 toques e campeão Brasileiro Dadinho)!!!
Imagem de algum Brasileiro de tempos atrás. Nela estão os paranaenses Almo, Zé Luiz, Duleba e Dilson


As histórias acima descritas não fariam sentido sem esse cara. Nossa homenagem ao eterno mestre Lorival Lima.

Neste 15 de Agosto de 2013 a Federação Paranaense de Futebol de Mesa completa 50 anos do seu registro oficial realizado em 15 de Agosto de 1963  apesar de ter sido fundada em 1962. Com esta matéria escrita por André Leal homenageamos a todos os botonistas do Paraná espalhados por este Brasil a fora.

Parabéns a todos vocês que fazem desta Federação uma potencia do Futebol de Mesa no Brasil.

Gabriel Giordano Lima
Presidente da FPRFM